Cepe
menu

A EMPAREDADA DA RUA NOVA

Autor: CARNEIRO VILELA

Livro mítico da literatura pernambucana, A emparedada da Rua Nova, escrito por Carneiro Vilela, deve seu sucesso, em grande parte, ao mistério que cerca sua criação: o autor retratou um crime verdadeiro e hediondo, em que uma moça indefesa foi emparedada viva, pelo próprio pai, “em defesa da honra da família”? Ou teria Vilela, usando recursos estilísticos de grande genialidade, criado a estória que, de tão bem construída, faz com que até hoje muita gente acredite que ele se baseou em fatos? Verdade ou ficção, o enredo envolve o leitor num torvelinho de emoções, num crescendo de paixões e loucura, que culminam com o assassinato da jovem burguesa Clotilde, solteira e grávida, e de seu amante, o sedutor Leandro.

  • Dimensões:

    22x16x4cm
  • Assunto:

    Literatura/Ficção
  • ISBN:

    978-85-7858-149-7
  • Nº de páginas:

    518
  • Ano de edição:

    2013
CARNEIRO VILELA

O autor: CARNEIRO VILELA

Joaquim Maria Carneiro Vilela (Recife, 1846-1913), foi juiz, bibliotecário, jornalista, poeta, comediógrafo, pintor de quadros e criador de cenários teatrais, além de escritor. Escreveu cerca de quatorze romances, dos quais o mais conhecido é A emparedada da Rua Nova, publicado em capítulos semanais no Jornal Pequeno, do Recife, entre agosto de 1909 e janeiro de 1912, que causou grande comoção na sociedade da época, levando muita gente a acreditar - como ainda hoje -, que a história reproduzia um drama real. Escreveu também artigos, contos e crônicas.Versátil, chegava a escrever três folhetins por dia, segundo seu biógrafo, Luís Delgado. Carneiro Vilela foi fundador e primeiro presidente da Academia Pernambucana de Letras.

Outros livros

  • A EMPAREDADA DA RUA NOVA
  • O OLHAR QUE PENETRA NAS CAMADAS DO MUNDO
  • CRONOMÁTICAS E OUTROS CONTOS
  • A NOITE SEM SOL
Ver Catálogo Completo