Cepe
menu

DOIS RECIFES

Autor: POLYCARPO FEITOSA

Relançamento do romance "Dois Recifes", escrito em 1945 pelo senador, historiador, escritor e jornalista Antônio José de Melo e Souza, que usava o pseudônimo de Polycarpo Feitosa. Nele, o personagem principal, já velho, volta ao Recife, onde iniciou seus estudos, e constata as mudanças sociais e físicas da cidade. A nova edição traz prefácio contextualizado de Tarcísio Gurgel.

  • Dimensões:

    21x13x1cm
  • Assunto:

    Coleção Acervo Pernambuco
  • ISBN:

    978-85-7858-053-7
  • Nº de páginas:

    144
  • Ano de edição:

    2012
POLYCARPO FEITOSA

O autor: POLYCARPO FEITOSA

Antônio José de Melo e Sousa nasceu no Vale do Capió, Vila Imperial de Papari , atual Nísia Floresta, no Rio Grande do Norte, em 24 de dezembro de 1867 e faleceu no Recife, em 5 de julho de 1955. Estudou em vários colégios recifenses, inclusive o Ginásio Pernambucano, e formou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito do Recife, em 1889. Foi governador do Rio Grande do Norte, senador e procurador durante a República Velha. Como intelectual, foi escritor, jornalista, poeta, historiador, contista e romancista, conhecido pelo pseudônimo de Polycarpo Feitosa. Escreveu vários livros, entre os quais Flor do sertão (1829), Gizinha (1830), Alma bravia (1834), Encontros do Caminho (1836), Os moluscos (1838), Jornal da vila (1939) e Gente arrancada (1841). Dois Recifes foi escrito em 1845.

Outros livros

  • MEMÓRIA DO ATELIER COLETIVO - ARTISTAS DE PERNAMBUCO - TRATOS DA ARTE DE PERNAMBUCO
  • MULHERES E ROSAS - VIDA E SONHO - DE MONÓCULO
  • MUSA SERTANEJA - FLORES DO PAJEÚ - MEU LUGAREJO - POEMAS INÉDITOS
  • DOIS RECIFES
Ver Catálogo Completo