Cepe
menu

O CASO EU CONTO COMO O CASO FOI: A LUTA CLANDESTINA

Autor: PAULO CAVALCANTI

A luta clandestina, o livro que fecha a tetralogia O caso eu conto como o caso foi, de Paulo Cavalcanti, fala da vivência dos brasileiros sob o Estado Novo; do movimento cultural em Pernambuco nos anos 1940 e 1950; da luta estudantil contra a ditadura; dos bestialógicos das denúncias da Justiça Militar; dos contatos clandestinos do autor no Rio de Janeiro e São Paulo; e da morte de Gregório Bezerra.

  • Dimensões:

    23x16x1,5cm
  • Assunto:

    História
  • ISBN:

    978-85-7858-013-1
  • Nº de páginas:

    228
  • Ano de edição:

    2008
PAULO CAVALCANTI

O autor: PAULO CAVALCANTI

Paulo Cavalcanti nasceu na cidade de Olinda, em Pernambuco, no dia 25 de maio de 1915, mas aos cinco anos sua família se mudou para o Recife. Desde cedo simpatizante dos feitos da Coluna Prestes, se envolveu na política e foi deputado duas vezes antes de ser eleito vereador do Recife pelo PCB, em 1992. Além de político, jornalista e advogado, Paulo se destacou, inclusive, como escritor, tendo produzido vários trabalhos importantes como "Eça de Queiroz – Agitador no Brasil" e a coleção "O caso eu conto como o caso foi", sobre o governo Prestes, ambos publicados pela Editora CEPE.

Outros livros

  • A PRIMEIRA FERROVIA INGLESA NO BRASIL
  • SUBVERSIVOS: 50 ANOS APÓS O GOLPE
  • OLINDA: UMA HISTÓRIA POR TRÁS DAS ESTÓRIAS
  • A FACULDADE SITIADA
Ver Catálogo Completo