POESIA DA GERAÇÃO 65

Autor: Marcos Alexandre Faber

Marcante ao longo da história da literatura brasileira, a poesia pernambucana impõe-se, desde o Movimento de 22, passando pela Geração de 45, período em que se notabilizaram Manuel Bandeira, Joaquim Cardozo e João Cabral de Melo Neto, entre outros. Mais recentemente, a plêiade pernambucana formada por Alberto da Cunha Melo, Ângelo Monteiro, Marcus Accioly, Jaci Bezerra, Lucila Nogueira e outros, designada Geração 65, destacou-se na criação de uma poesia que, contendo em seu bojo a pluralidade, guarda correspondências formais e temáticas com a geração poética anterior. Um dos marcos comuns aos poetas de 65 reside justamente no fato de que nenhum deles fixou residência fora de Pernambuco, o que se reflete no acesso ao grande mercado editorial e na recepção das obras por eles produzidas. Desta forma, pode afirmar-se que a Geração 65, mesmo com a sua profusa produção, ainda guarda um certo ineditismo junto ao público de poesia brasileira.

  • Dimensões:

    16X22cm
  • Assunto:

    Literatura/Ensaio
  • ISBN:

    978-85-7858-787-1
  • Nº de páginas:

    371
  • Ano de edição:

    2019
Marcos Alexandre Faber

O autor: Marcos Alexandre Faber

Marcos Alexandre Faber é poeta, ficcionista, músico e ensaísta recifense. Professor de literaturas portuguesa e brasileira na Universidade Federal de Alagoas (Ufal), com formação em Letras e Ciências Jurídicas. Tem doutorado em Literatura pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, onde atualmente faz pós-doutorado sobre ficção e cinema, no Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura, Espaço e Memória (Citcem).. É, ainda, pós-doutor e mestre em Teoria Literária pelo Programa de Pós-Graduação em Letras da UFPE, e especialista em Direito Internacional pela Universidade de Coimbra. Entre suas obras publicadas, constam, de Ficção: O lampejo do vaga-lume (EdUFPE, 2018). de Poesia: Recife Porto (EdUFPE, 2004); Da destruição do poema (EdUFPE, 2007); de Crítica literária: A geração dos discos (EdUFPE, 2012) e de Música: A lenda da doce nuvem (1996), e Engenho de Orpheu (2013).

Outros livros

  • ÁLVARO LINS: SETE ESCRITORES DO NORDESTE
  • ÁLVARO LINS: SOBRE CRÍTICA E CRÍTICOS
  • ESCRITORES PERNAMBUCANOS DO SÉCULO XIX - TOMO 1
  • ESCRITORES PERNAMBUCANOS DO SÉCULO XIX - TOMO 2
Ver Catálogo Completo