Cepe
menu

A RECRIAÇÃO DO PARAÍSO: JUDEUS E CRISTÃOS-NOVOS EM OLINDA E NO RECIFE NOS SÉCULOS 16 E 17

Autor: JOSÉ LUIZ MOTA MENEZES

O povo judeu construiu uma história singular em Pernambuco, notadamente em Olinda e Recife. Trazidos pelos portugueses como cristãos-novos durante a colonização, tinham conhecimentos básicos de difícil acesso na época, como astronomia, economia e finanças, que contribuíram para o sucesso da expansão da Península Ibérica. Muitos foram perseguidos pela Inquisição.

  • Dimensões:

    26x22x1cm
  • Assunto:

    História
  • ISBN:

    978-85-7858-314-9
  • Nº de páginas:

    156
  • Ano de edição:

    2015
JOSÉ LUIZ MOTA MENEZES

O autor: JOSÉ LUIZ MOTA MENEZES

Arquiteto, urbanista, professor da UFPE e escritor José Luiz Mota Menezes é um dos maiores conhecedores da evolução urbana do Recife. Nasceu em Pilar (atual Manguaba), em Alagoas e mudou-se para o Recife em 1945, aos 9 anos. Percorria de bonde a distância da Várzea, onde morava, até o centro, onde se concentravam as atividades comerciais e os entretenimentos, como bares e cinemas. Além de estudioso do assunto, tem o conhecimento empírico das transformações do Recife, que nos anos 1940 e 1950 viveu um surto de modernização. Apesar de boêmio, nunca abandonar o hábito da leitura, uma das suas paixões, chegando a ter quase 12 mil livros na biblioteca de sua casa, de arte, arquitetura, história, patrimônio, cartografia, literatura, religião, dicionários e outros gêneros. Seu interesse pela preservação do legado arquitetônico e cultural de Pernambuco o levou a trabalhar no Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (atual Iphan), tendo assinado diversos projetos de restauração, como o da Catedral da Sé, Igreja de Nossa Senhora da Graça, antigo Palácio do Bispo (Sítio Histórico de Olinda), Casa da Cultura, Palácio da Justiça, antiga Estação do Brum, antiga Sinagoga da Rua do Bom Jesus, sede da Associação Comercial de Pernambuco e Palacete dos Amorins, na Avenida Rui Barbosa (Recife). Também projetou o Santuário da Mãe Rainha Três Vezes Admirável (Olinda) e a Igreja Matriz do Largo da Paz (Recife), entre outros. Foi, ainda, consultor técnico e um dos responsáveis pela concessão do título de Patrimônio Cultural da Humanidade a Olinda, pela Unesco, em 1982. Professor da Universidade Federal de Pernambuco e duas vezes presidente do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano, José Luiz Mota Menezes defende um modelo de cidade onde as pessoas possam viver com tranquilidade, critica a falta de mobilidade urbana (a construção de espigões em ruas estreitas, a falta de planejamento para o transporte coletivo, entre outras particularidades). Membro da Academia Pernambucana de Letras e responsável pela Comissão Especial de Política Urbana do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Pernambuco, Menezes é autor de diversos livros que tratam do assunto.

Outros livros

  • A PRIMEIRA FERROVIA INGLESA NO BRASIL
  • SUBVERSIVOS: 50 ANOS APÓS O GOLPE
  • OLINDA: UMA HISTÓRIA POR TRÁS DAS ESTÓRIAS
  • A FACULDADE SITIADA
Ver Catálogo Completo