Cepe
menu

Novidades

Cepe e Fundarpe lançam livros do IV Prêmio Pernambuco de Literatura

28/04/2017

.

Na última quarta-feira (27), o lançamento dos livros vencedores da quarta edição do Prêmio Pernambuco de Literatura, promovido em parceria Cepe/Fundarpe, movimentou a noite do Museu do Estado, nas Graças. Os melhores autores das quatro macrorregiões de Pernambuco, nas categorias Romance, Conto e Poesia, receberam o troféu O Leão, criado por Mestre Nuca, além de valor em dinheiro e a edição dos livros pela Cepe Editora. 


Foram lançados: A Dakimatura Flutuante (poesia), de Camillo José, do Recife, que traz referências da literatura à cultura pop; Paulatim (poesia), de Paulo Gervais, de Garanhuns, que passeia por temas como a relação entre o homem e a terra, a ação e a contemplação; Ruinosas Ruminâncias (poesia) de Philippe Wolney, de Goiana, um poema de amor pós-moderno; Todas as Coisas Sem Nome (contos), de Walther Moreira Santos, de Vitória de Santo Antão, que vai do fantástico à prosa poética; e Curso de Escrita de Romance - Nivel 2, de Álvaro Filho, também do Recife, grande vencedor do concurso, que brinca com os clichês de histórias policiais, misturando realidade e ficção.


Durante a festa, foi prestada homenagem ao artesão Manoel Borges da Silva, de Tracunhaém, conhecido como Mestre Nuca, falecido em 2014, que teve uma de suas criações, o Leão de Nuca, transformado em símbolo visual do Prêmio Pernambuco de Literatura. Nuca foi representado pelo filho, José Guilherme Borges da Silva.


O lançamentocontou com a presença do secretário de Cultura do Estado, Marcelino Granja; da presidente da Fundarpe, Márcia Souto; do assesor do  Ministério da Cultura (MinC), Roberto Azoubel; e do diretor de Produção e Edição da Cepe, Ricardo Melo, que destacou o papel da empresa como instrumento de valorização e difusão da cultura pernambucana.